Luta Antimanicomial

Saúde e Assistência Social realizam juntamente com o Conselho Tutelar uma passeata com panfletagem e Blitz no Dia da Luta Antimanicomial e Contra o Abuso e a Exploração Sexual de Crianças e Adolescentes

O evento aconteceu na manhã deste sábado, dia 18 de maio, Dia da Luta Antimanicomial e pelo Dia da Luta Contra o Abuso e Exploração Sexual de Crianças e Adolescentes, iniciando às 8h, contando com a participação da Secretária Fátima Alves e de vários profissionais da Secretaria de Assistência Social e Secretaria de Saúde, através do CAPS.

A mobilização tem o intuito de despertar a atenção da sociedade para ajudar no combate ao abuso e a exploração das crianças e dos adolescentes. “No Brasil, uma criança por dia é vítima de violência, por isso esta luta deve ser diária no intuito de levar a conscientização da importância de denunciar.”

Como denunciar

As denúncias de abuso ou exploração sexual de crianças e adolescentes podem ser feitas no Conselho Tutelar ou pelo Disque Denúncia – Disque 100, um serviço de utilidade pública, que recebe e encaminha denúncias de violências.

Enquanto que, a Luta Antimanicomial representa a garantia dos direitos para quem sofre de transtorno mental. A proposta é que se abandone o modelo de manicômio. “A ideia é de substituir os hospitais psiquiátricos por serviços abertos de tratamento: o territorial, isto quer dizer, que o paciente não fique isolado da sociedade e possa ser tratado no CAPS – Centro de Atenção Psicossocial.”

COMPARTILHAR